REGULAMENTO

  

Prémio Excelência BIM - CT 197

Edição 2017

 

A CT 197 - BIM é a entidade qualificada pelo Instituto Português da Qualidade (IPQ) como responsável pelo desenvolvimento da normalização no âmbito dos sistemas de classificação, modelação da informação e processos ao longo do ciclo de vida dos empreendimentos de construção, sendo ainda o mirror committee do CEN/TC 442 e ISO/TC 59. É, assim, a entidade responsável pela normalização do Building Information Modelling (BIM) e da sua implementação a nível nacional, contando com uma significativa adesão da indústria da construção, representantes de projetistas, construtores e entidades públicas.

O Prémio Excelência BIM surge, neste contexto, com o objetivo de promover a implementação BIM a nível nacional, uma das missões da CT 197, através da disseminação e promoção de boas práticas. Seguidamente, apresenta-se o regulamento subjacente ao prémio proposto, que regula a apresentação de candidaturas e respetiva avaliação.

 

I – Objetivos

É esperado que este prémio motive as seguintes dinâmicas:

  • Promoção de boas práticas no uso do BIM na indústria nacional, em especial de práticas resultantes de normas existentes;
  • Incentivo da estruturação da informação dos produtos e criação de bibliotecas BIM de produtos nacionais;
  • Promoção da adoção da metodologia BIM e das práticas de digitalização da construção em geral;
  • Aumento da competitividade da indústria nacional a nível internacional, onde o BIM já se encontra disseminado;
  • Promoção do BIM e da construção digital no seio dos mercados públicos e privados, não só através da partilha de casos de sucesso, mas também através da identificação das diversas vantagens inerentes.

 

II – Categorias

Tendo como base os objetivos apresentados, o Prémio Excelência BIM irá distinguir duas categorias:

  • Simulação e Projeto;
  • Construção e Coordenação.

 

III – Participantes

Para o Prémio Excelência BIM encontram-se elegíveis as seguintes entidades:

  • Categoria “Simulação e Projeto”:
    • empresas que tenham implementado o BIM na sua especialidade (arquitetura, estruturas, AVAC, sistemas elétricos, sistemas prediais, etc.), na sua organização ou num projeto específico, sendo valorizada a visão integrada e colaborativa do projeto, principalmente se fundamentada em métodos de trabalho normalizados;
    • entidades que tenham desenvolvido simulações BIM avançadas no âmbito de projetos BIM;
    • entidades que tenham coordenado projetos BIM integrados, envolvendo as diversas especialidades e competências.
  • Categoria “Construção e Coordenação”:
    • empresas que tenham implementado BIM na sua organização e aplicado à construção de edifícios ou infraestruturas;
    • empresas de construção que tenham implementado BIM nas suas atividades de construção, valorizando a visão integrada e colaborativa do empreendimento, principalmente se fundamentada em métodos de trabalho normalizados;
    • entidades que tenham coordenado empreendimentos BIM integrados, incluindo projeto e construção.
  • Em qualquer das categorias, o participante deverá estar sediado em território nacional, podendo, contudo, apresentar experiências internacionais, nas quais o candidato deverá demonstrar ter um papel principal;
  • As iniciativas/projetos a apresentar poderão estar ainda a decorrer ou deverão ter finalizado no ano anterior à presente edição.

 

IV – Inscrições

  • Os candidatos poderão inscrever-se em mais do que uma categoria;
  • Para efeitos futuros, está interdita a inscrição de projetos que tenham sido vencedores em edições anteriores na mesma categoria;
  • Está interdita a inscrição de profissionais, empresas ou instituições que, de alguma forma, estejam em conflito de interesses com quaisquer membros do júri das categorias em causa;
  • As inscrições devem ser feitas exclusivamente através do site: www.ct197.pt, onde deverá ser preenchido de forma completa o Formulário de Inscrição da respetiva categoria;

 

V – Júri

O Júri do Prémio Excelência BIM da CT 197, será constituído pelos seguintes membros:

  • CT 197: Professor António Aguiar Costa (Presidente do Júri)
  • Instituto dos Mercados Públicos do Imobiliário e da Construção (IMPIC): Dr. Pedro Ministro
  • Ordem dos Engenheiros: Prof. Fernando Pinho
  • Ordem dos Arquitetos: a confirmar
  • Universidade do Minho: Prof. Miguel Azenha
  • Instituto Superior Técnico, Universidade de Lisboa: Prof. Francisco Teixeira Bastos
  • Laboratório Nacional de Engenharia Civil: Eng.ª Paula Couto
  • Plataforma Tecnológica Portuguesa da Construção (PTPC): Eng.ª Rita Moura
  • Associação Portuguesa dos Comerciantes de Materiais de Construção (APCMC): Dr. José de Matos

 

Convidados Internacionais:

  • Universidade de São Paulo: Prof. Eduardo Toledo Santos
  • Universidade de Bath: Prof. Ricardo Codinhoto

 

Nota: O Presidente do Júri exercerá voto de qualidade em caso de empate nas votações.

 

VI – Etapas do Prémio Excelência BIM

i) Validação das inscrições: verificação do preenchimento do Formulário de Inscrição (Anexo A). Os participantes inscritos serão informados acerca da conformidade formal da sua inscrição num prazo de 48 horas;

ii) Seleção dos finalistas: o júri do Prémio Excelência BIM irá avaliar quais as candidaturas que passarão à próxima etapa, com base no formulário submetido pelo candidato e tendo em consideração os critérios de avaliação apresentados no Anexo B;

iii) Apresentação final dos finalistas: os participantes finalistas deverão realizar um vídeo com duração máxima de 15 minutos, no qual poderão ter que responder a questões específicas que o Júri tenha identificado;

iv) Seleção dos Premiados: com base na documentação inicial e no vídeo desenvolvido pelos candidatos, o Júri selecionará o Vencedor e a Menção Honrosa (que poderá ou não existir dependendo da qualidade das propostas) para cada categoria;

iv) Indicação dos vencedores: após o júri ter selecionado os candidatos vencedores dentro de cada categoria, estes serão anunciados em cerimónia de atribuição de prémios.

 

VII – Datas Importantes

  • Período de submissão de candidatura: 15 de fevereiro a 15 de maio 2017;
  • Divulgação de finalistas: 30 de Junho 2017;
  • Período de submissão de vídeos de apresentação: 11 Setembro 2017;
  • Cerimónia de atribuição de prémios: início de Outubro, em data a determinar.

 

VIII – Prémio

Os finalistas do Prémio Excelência BIM serão divulgados através do site da CT 197 e terão direito a:

  • Troféu para Vencedores;
  • Certificado do Prémio;
  • Selo digital do Prémio para divulgação em canais digitais;
  • Ampla divulgação.

 

IX – Condições gerais

A participação no Prémio Excelência BIM da CT 197 pressupõe que:

  • Os candidatos estão sediados em Portugal;
  • Os candidatos autorizam o uso e divulgação gratuita de toda a informação submetida, do seu nome e imagem;
  • Os candidatos têm autorização dos autores dos projetos para divulgação do material submetido;
  • Os candidatos concordam com todas as cláusulas deste regulamento;


 

ANEXO A

 

Formulário de Inscrição (www.ct197.pt)

 

Candidatura

A candidatura deve ser estruturada de forma lógica, não devendo, no total, ultrapassar as 20 páginas. Recomenda-se a consideração dos seguintes capítulos (opcional):

 

  • Apresentação Geral do Caso

Breve resumo do caso/projeto/obra/empreendimentos, incluindo uma breve referência aos principais desenvolvimentos BIM e consequentes resultados;

 

  • Descrição da Equipa/Intervenientes

Nesta secção deve ser apresentada a equipa que participou nos desenvolvimentos BIM, sendo pertinente a clarificação estruturada da lógica organizativa implementada;

 

  • Metodologia de trabalho

Nesta secção deve ser apresentada a metodologia de trabalho, explicitando-se como o trabalho foi organizado e quais os processos inerentes à sua prossecução;

 

  • Principais Desenvolvimentos

Nesta secção devem ser apresentados os principais desenvolvimentos levados a cabo, evidenciando-se os principais desafios, soluções e resultados;

 

  • Boas práticas BIM e Lições aprendidas

Nesta secção devem sistematizar-se as boas práticas implementadas e as lições aprendidas, realçando-se as principais contribuições/inovações do caso apresentado.

 

 


 

ANEXO B

 

Critérios de Avaliação

A avaliação das candidaturas será feita pelo Júri com base em critérios subjetivos, que têm em especial atenção os seguintes fatores:

  • Abordagem estruturada da problemática BIM, de preferência com base em guias e normas existentes (ISO; EN; NP, etc.);
  • Implementação de processos digitais colaborativos, valorizando a integração de processos e a utilização de formatos colaborativos;
  • Aplicação de práticas estruturadas de gestão de informação, que potenciem a disseminação de objetos e modelos BIM devidamente organizados;
  • Caráter inovador das abordagens implementadas, articulando diferentes tecnologias e aplicações;
  • Complexidade e pertinência das soluções encontradas, tendo como base a potenciação da tecnologia e metodologia BIM;
  • Contribuição para a disseminação de boas práticas e normas na indústria nacional.